13/03/2020 10h38

Todos querem saber: cães e gatos podem contrair coronavírus?

A veterinária Karla Bruning de Oliveira esclarece que cães e gatos podem contrair o coronavírus, mas em suas configurações caninas e felinas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

O mundo está assustado com um novo vírus, o CONVID-19, que se espalha depressa pelos continentes e faz cada dia mais vítimas fatais entre a população humana. Mas é muito importante esclarecer que os animais domésticos não são os transmissores dessa doença para as pessoas, conforme têm declarado vários veterinários.

 

Recentemente, bastou um comunicado de uma cientista chinesa recomendando que os animais domésticos de regiões atingidas pelo coronavírus ficassem de quarentena, para que o pânico se espalhasse por toda a China e, especialmente, em Wuhan (epicentro da doença), onde cães e gatos começaram a ser abandonados nas ruas e até mortos em ambientes públicos em cenas de brutalidade explícita.

 

A médica veterinária da Esalpet, Karla Bruning de Oliveira, esclarece que cães e gatos podem contrair o coronavírus, mas em suas configurações caninas e felinas, que não são transmitidas para os humanos.

 

“A coronavirose é uma doença comum em cães e gatos. Nos cães, a forma mais registrada é a gastroentérica, transmitida por meio do contato com fezes contaminadas. Ela causa sintomas muito semelhantes ao da parvovirose, como vômito e diarreia com perda de sangue. O vírus destrói as vilosidades do intestino do animal e provoca gastroenterite hemorrágica”, explica.

PUBLICIDADE