29/07/2021 14h53

Por que bonecos de neve do Brasil são feios? Especialistas entregam “segredo” da montagem

Redes sociais lotaram de imagens com bonecos bem diferentes dos filmes e especialistas explicaram algumas técnicas para bonecos mais bonitos

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Reprodução / Redes sociais

Foto: Reprodução / Redes sociais

PUBLICIDADE
Delta Ativa

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

CLIQUE AQUI

 

Santa Catarina amanheceu nesta quinta-feira (29) com um cenário bem diferente, coberto por uma camada branquinha de neve e inúmeros bonecos, no mínimo, diferentes dos filmes americanos.

 

Os bonecos de neve brasileiros se tornam piada constantemente na internet por suas aparências nada agradáveis. Para acabar com esse “bullying” com os bonecos brasileiros, especialistas dão dicas para a montagem.

 

O professor Sergey Alex de Araújo é meteorologista da Univali e dá dicas preciosas para a montagem de um boneco esteticamente agradável, a começar pelo tipo de neve ideal. “A neve é formada dentro da nuvem, há diferentes formas de neves específicas para cada coisa. Para esquiar, por exemplo, as pessoas costumam preferir a neve fofinha, que acabou de cair”, explica.

 

Porém, para Sergey, a diferença está na quantidade de neve utilizada para montar o boneco. “O que é necessário na realidade, e a gente não tem muito aqui, é uma quantidade suficiente de neve. A neve é medida em centímetros e para fazer um boneco de neve é preciso uma quantidade maior, de aproximadamente 30 centímetros de neve”, destaca o meteorologista.

 

O professor completa destacando que os bonecos brasileiros acabam ficando feios pela falta da matéria prima. “Não é nem o tipo de neve, mas a quantidade de neve. Quanto neva muito pouco, a neve acaba descongelando no chão assim que cai e acaba se misturando na terra e virando uma lama, o ideal seria uma quantidade grande de neve que acabou de cair e ainda não se misturou à terra”, destaca.

 

Amanda Santos, apresentadora da Central do Tempo da NDTV Record dá dicas específicas para a montagem do boneco. “Eu acho que o mínimo é ter habilidade para artes. Modéstia a parte acho que faria um bem bonitinho”, brinca Amanda.

 

Duas bolas. Uma maior que a outra. Graveto para os braços e criatividade para os acessórios. Ah e vale cachecol e touca”, completa.


POR: GRAZIELLE GUIMARÃES – ND+

SIGA AS REDES SOCIAIS DA RÁDIO EDUCADORA: INSTAGRAMFACEBOOK YOUTUBE

 

PUBLICIDADE