Entretenimento
UNIDAVI
14/03/2020 10h41 - Atualizado em 14/03/2020 10h42

Pesquisa revela hábitos dos cães que dormem no quarto com tutores

Por acaso, você tem esse costume?

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

Hoje em dia, o laço de afeto entre a pessoa e o seu bichinho é indestrutível. A própria ciência já comprovou que o carinho entre ambas as partes é semelhante a relação com um familiar. Algo que pesa tanto na vida quanto no momento da despedida. E, recentemente outro estudo apontou algumas tendências dos cães que dormem no quarto com tutores.

 

Por acaso, você tem esse costume? Felizmente, esse levantamento apontou somente boas notícias. Porque os cães que dormem no quarto com tutores demonstram menos indícios de ansiedade, separação e agressividade. A pesquisa foi realizada pelo especialista em comportamento animal Alexandre Rossi, sendo publicada no site O Bonde.

 

Segundo informações do estudo, os bichinhos que passam a noite dentro de casa demonstram com menos freqüência alguns dos principais sinais de ansiedade na hora da separação. Esses sinais são os seguintes: quebrar objetos domésticos, latir muito alto e por longos períodos quando percebem que estão sozinhos e ameaçar de forma violenta.

 

Essa postura é ainda menos comum quando os animais de estimação ficam no mesmo recinto que os seus tutores durante a noite. Portanto, a razão dessas ligações ainda não foi totalmente esclarecida. A tendência é que as próximas pesquisas podem revelar as possíveis causas.

 

Vale salientar que as primeiras informações da pesquisa foram veiculadas ainda em 2018. A divulgação ocorreu no Encontro Anual da Associação de Treinadores Profissionais de Cachorros, nos Estados Unidos (APDT, na sigla em inglês).

 

Ao todo, o estudo promoveu a coleta de informações a partir de um questionário de perguntas. As perguntas discorriam sobre onde o cachorro fica no período noturno e com qual freqüência danifica produtos ou efetua as suas necessidades em lugares inadequados quando fica em casa sozinho.

 

Essas perguntas são de vital importância para compreender o comportamento canino, uma vez que são indicativos da ansiedade de separação. Além disso, o questionário foi colocado em algumas plataformas online e contou com a adesão de mais de 60 mil pessoas.

 

No entanto, a equipe do estudo alerta para relevância das informações sobre os cães que dormem no quarto com tutores. Os dados ainda precisam ser avaliados com calma, já que ainda não foram divulgados em uma revista ou plataforma cientifica. Por isso, essas informações ainda podem passar por algumas modificações e/ou ajustes.

PUBLICIDADE