22/09/2021 15h58 - Atualizado em 22/09/2021 16h01

Morador do Alto Vale ganha galinha e meia dúzia de ovos de peru na Rifa da Fazendinha

Sortudo ganhou o oitavo prêmio da rifa

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
PUBLICIDADE
Delta Ativa

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

CLIQUE AQUI

 

O resultado da Rifa da Fazendinha já foi revelado na última segunda-feira (20), em Nova Veneza, mas os trabalhos continuam na Escola Bairro Bortolotto, de onde partiu a iniciativa da ação que viralizou após os prêmios serem lidos em uma sessão da Câmara de Vereadores. Isso porque as profissionais da instituição estavam entrando em contato com os ganhadores e identificando de quais cidades são os sortudos. Foram 15 itens sorteados, que serão entregues para ganhadores de 11 cidades de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo (a escola ainda não conseguiu contato com o ganhador deste estado).  Araranguá, Criciúma, Forquilhinha, Florianópolis, Nova Veneza, Joinville e Ituporanga, são os município catarinenses que tiveram ganhadores. A Rádio Educadora entrou em contato com a escola em busca de mais informações acerca do morador de Ituporanga. Trata-se de Paulo Renato Peruzzo, que ganhou o oitavo prêmio: Uma galinha e meia dúzia de ovos de peru.

 

“Eu só conseguia rir e pensar em o que fazer com o porco”

 

Quando ouvi a mensagem sobre o resultado do sorteio pensei que tinha ganhado uma cuca. Mas, quando ouvi até o final e descobri que foi um porco, só conseguia pensar no que fazer com ele”, esse é o relato de Débora Cristina Grivot, gaúcha, moradora de Porto Alegre (RS), que foi sorteada com segundo prêmio da Rifa da Fazendinha

 

Assim como muitos dos que contribuíram com a ação, Débora soube da rifa pelas redes sociais, quando viu o vídeo no Instagram. “Comprar a rifa, pra mim, foi dar continuidade aquele momento alegre. Foi uma retribuição as gargalhadas que eu dei”, afirma.

 

A fim de fazer a sua parte e colaborar com a rifa, Débora fez um Pix de R$ 50 e mandou para Vanessa Carradore, que é funcionária da escola e estava colaborando com a venda da rifa. A ganhadora acredita que o fato de ser professora, colaborou para ela ter ficado sensibilizada com o conteúdo. “O relato da vereadora que também é professora foi muito leve, muito gostoso, o anúncio dos prêmios oferecidos, a ingenuidade, me chamou atenção”.

 

Inclusive foi de Vanessa, que Débora recebeu a informação que foi premiada e também com ela que combinou de o porco ser vendido e o valor dividido, entre metade para a sortuda e metade para a escola. A justificativa para a divisão do valor, se dá pelo fato de Débora entender que está apenas sendo grata. “Estou dando continuidade a esse momento único que se tornou a fazendinha e com isso também posso contribuir com a escola, porque entendo que área da educação precisa de investimento”.

 

Se o prêmio fosse a cuca, a ganhadora iria dar um jeito de buscar, mas o porco dificultou o processo. “Quando ouvi e pensei que fosse a cuca, já ia me programar para buscar em um final de semana, um feriado”. Mas, de qualquer forma, a ganhadora garante que quer aproveitar as férias para visitar Santa Catarina e se possível conhecer Nova Veneza.

 

“Nunca havia ganhado em nenhum sorteio”

 

Outro ganhador foi Henrique Marsaro Tomé, morador da cidade de Serranópolis do Iguaçu, no interior do Paraná. Ele comprou cinco, dos mais de 48 mil bilhetes vendidos. “Eu fiquei sabendo da rifa através de uma página de humor, no Instagram. Como tenho amigos em Nova Veneza, resolvi comprar os bilhetes para ajudar a escola. Nunca havia ganhado em nenhum sorteio”, revela.

 

Tomé ganhou o 12º prêmio, que é um galo, uma galinha, um salame e um torresmo. Mas para ele os itens não são tão inusitados. “Eu moro em um sítio e tenho bastante animais e sou estudante de agronomia, por isso vou presentear os meus amigos”, conta o ganhador.

 

Já para a cidade de Porto Alegre, da professora Débora Cristina Grivot, segunda ganhadora do sorteio, saiu um porco. “Como educadora, eu me sensibilizei com toda a história e achei muito divertida toda a forma que a rifa foi divulgada e tratada. Comprei R$ 50 reais para contribuir e nem imaginava que iria ganhar. E muito menos que iria ganhar um porco, não temos como manter o animal aqui”, brinca a porto-alegrense.

 

Se para o Henrique o destino dos prêmios já está resolvido, para Débora a escola vai realizar a premiação de outra forma. “Para aqueles que não vamos conseguir entregar os animais, por questões de logística, vamos propor outras alternativas para a pessoa receber o prêmio. Nosso objetivo é que todos que ganharam recebam, de alguma forma, a premiação”, afirma a diretora, Jussara Sávio.

 

Todo o processo da rifa foi realizado com responsabilidade pela Escola e a entrega da premiação também será feita da mesma forma. “Desde o início da grande repercussão que a rifa ganhou, estamos sendo orientados pelos técnicos da vigilância sanitária do município e da Cidasc. Vamos seguir todos os protocolos exigidos por estes órgãos”, explica Jussara. 

 

Vídeo viraliza e vendas da rifa Fazendinha dispararam no Sul do Estado –  Portal Litoral Sul

Foto: Divulgação

Veja os vencedores dos prêmios

 

1º – porco: Margarete Mendes (Criciúma)

2º – porco: Débora Cristina Grivot (Porto Alegre)

3º – porco: Guilherme Tavares (Joinville)

4º – pato, salame e queijo: Yann Barros de Ferrari (não localizado)

5º – angulista, queijo e uma dúzia de ovos: Sandra Barros (Araranguá)

6º – aquário com peixe e salame: João Baroni (Nova Veneza)

7º – tilápia (2kg), uma dúzia de ovos e queijo: Daiane Souza (Criciúma)

8º – galinha e meia dúzia de ovos de peru: Paulo Renato Peruzzo (Ituporanga)

9º – filé de tilápia (2kg), queijo e uma dúzia de ovos: Ricardo Brandão (Criciúma)

10º – galo, galinha, salame e torresmo: Inês Ronchi (Nova Veneza)

11º – galinha choca com pintinhos, uma dúzia de ovos e torresmo: Edson Casteler (Forquilhinha)

12º – galo, galinha, salame e torresmo: Henrique Marsaro Tomé (Serranópolis do Iguaçu/PR)

13º – galinha, duas dúzias de ovos e torresmo: Ilda Gava (Nova Veneza)

14º – galinha, uma cuca grande, queijo e uma dúzia de ovos: Dilon Camilo da Silva (Canoas/RS)

15º – salame, cuca grande, galinha e torresmo: Miguel Augusto Faraco (Florianópolis) Extra – debulhador de milho: Israel Nazário (Criciúma)


FONTE: PREFEITURA DE NOVA VENEZA / RÁDIO EDUCADORA 90,3 FM / PORTAL LITORAL SUL

SIGA AS REDES SOCIAIS DA RÁDIO EDUCADORA: INSTAGRAMFACEBOOK YOUTUBE.
PUBLICIDADE