05/03/2021 09h53

Marcelo de Carvalho detona lockdown contra Covid: “Medida imbecil e ditatorial”

Apresentador criticou medida e defendeu tratamento preventivo

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Marcelo de Carvalho falou sobre Covid-19 (Foto: Reprodução)

Marcelo de Carvalho falou sobre Covid-19 (Foto: Reprodução)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Marcelo de Carvalho usou seu perfil do Twitter nesta quinta-feira (04) para progagar fake news sobre a Covid-19. Um dos donos da RedeTV! disse que a ciência comprovou que o lockdown não funciona – fato não verdadeiro – e o “tratamento precoce” ajuda a combater a doença – outra informação inverídica. Contudo, o apresentador defendeu a vacinação em massa.

 

“Creio: 1) Que o Lockdown é uma medida imbecil e ditatorial, que a ciência comprovou que não funciona. 2) No tratamento precoce e preventivo. Tomo, sob orientação médica, Ivermectina, vitamina D, Zinco. 3) Na vacinação em massa como caminho único para ultrapassarmos a crise”, escreveu.

 

A OMS (Organização Mundial de Saúde) é defensora do isolamento social. Em seu site, a entidade reconhece a importância do lockdown, pois é uma forma de diminuir a transmissão do coronavírus, pois o contato entre pessoas é restringido. Ela ainda ressalta que alguns países “não tiveram opção a não ser decretar lockdowns para ganhar tempo”.

Já o uso de medicamentos como “tratamento precoce” são ineficientes, conforme dizem especialistas. A empresa que faz a fabricação da Ivermectina diz que a medicação tem eficácia contra a Covid-19. “Nós não acreditamos que os dados disponíveis apontem segurança e eficácia da ivermectina além das doses e populações indicadas na agência regulatória e aprovadas para prescrição”, afirmou a nota do laboratório.

 

Porém, a vacinação em massa é um dos métodos que a imensa maioria de cientistas renomeados defende para dar um ponto final na pandemia. O Brasil já vacinou mais de sete milhões de pessoas contra o novo coronavírus.

 

Marcelo de Carvalho contra lockdown

 

O posicionamento de Marcelo de Carvalho não é uma novidade. Na última quarta-feira (03), ele ficou revoltado com o anúncio do lockdown em São Paulo. “Fechamento em São Paulo se traduz em madames do Jardim Europa ou Higienópolis pedindo comidas pelo IFOOD vagabundos que não querem trabalhar terem justificativa para fazê-lo. Vai ver em Marsilac ou Capão Redondo o tal  ‘isolamento’”, disparou.


FONTE: NA TELINHA – UOL

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

PUBLICIDADE