10/01/2017 09h55 - Atualizado em 10/01/2017 09h31

Vento forte destrói casa, em Taió

Fato foi registrado nessa segunda-feira (09)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

A forte chuva acompanhada de vento que assolou boa parte do estado de Santa Catarina nessa segunda-feira (09), deixou também o seu rastro de destruição na cidade de Taió. Uma casa localizada no sítio de propriedade de Ivo Klehm, localizado na comunidade de Ribeirão Pinheiro, foi totalmente destruída.

 

Segundo os proprietários, foram registradas também diversas árvores caídas no local.

 

Vale do Itajaí sofreu com os ventos e chuva

Várias ocorrências foram geradas pela Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e pelas polícias rodoviárias Federal e Estadual e também para as guardas de trânsito de cidades do Vale do Itajaí, por conta da forte chuva que veio acompanhada de muito vento e granizo no fim da tarde desta segunda-feira (9). As ocorrências foram de destelhamento de casas e galpões, deslizamento de terra e principalmente por queda de árvores em residências e vias públicas.

 

Os profissionais da Celesc são os que mais estão tendo trabalho, já que precisam restabelecer a energia elétrica para mais de 67 mil unidades consumidora na região do Vale do Itajaí. Em Blumenau, por exemplo, às 18h, haviam 37.427 unidades sem energia, e às 21h ainda eram 31.504. O resultado da chuva também não foi bom na região de Rio do Sul e Itajaí, onde 22.467 e 8.052 unidades de consumos estavam sem energia elétrica às 21h, respectivamente.

 

Para agravar a situação, um acidente de trânsito, sendo uma colisão em poste deixou vários moradores do bairro Escola Agrícola por mais de duas horas no escuro. O acidente ocorreu por volta das 19h e algumas residências voltaram a receber energia por volta das 21h10min, enquanto outras permanecerão sem energia até a troca do poste que caiu sobre o veículo VW Gol, com placas de Blumenau, que era conduzido por Juliane Ilibrante, de 37 anos, que foi conduzida ao Hospital Santa Isabel pelos bombeiros. Juliane não sofreu ferimentos graves.

 

A rua Benjamin Constat ficou completamente interditada na altura do número 1.500 por conta do poste que caiu devido ao acidente. A Guarda Municipal de Trânsito e a Polícia Militar permaneceram no local até às 22h, quando uma equipe terceirizada da Celesc fixou o poste de forma provisória no seu local.

 

Maior número ocorrências foram registras por conta de queda de árvores

O Corpo de Bombeiros Militar gerou diversas ocorrências para remoção de árvores que caíram sobre residências e também em vias públicas. Em Ituporanga, no Alto Vale do Itajaí, uma árvore caiu e atrapalhou o trânsito na SC-350, que faz ligação com o município de Alfredo Wagner. Em Barra Velha a guarnição foi acionada para resolver o problema de chapas de madeira que voavam de cima de um prédio em construção na Rua Santa Catarina, Centro. Em Blumenau foram diversas quedas de árvores sobre residências. Essas ocorrências foram atendidas nas ruas Hermann Spernau e Adolfo Max Hoechl, no bairro Água Verde, e nas ruas Três Barras, General Osório e Otto Wagner no bairro Velha. Além disso, em Blumenau teve quedas de árvores sobre via pública na rua Progresso, bairro Progresso, Luiza Lucas no bairro Salto do Norte e na BR-470 nos bairros Salto do Norte e Badenfurt.

PUBLICIDADE