22/10/2019 16h10 - Atualizado em 22/10/2019 14h06

Seminário Estadual de Agroecologia levou mais de mil participantes à Rio do Campo

Veja fotos desta edição

PUBLICIDADE
Assessoria de Imprensa

Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Durante os dias 17 e 18, mais de mil pessoas de aproximadamente 150 cidades dos três estados do Sul do Brasil estiveram em Rio do Campo participando do 9º Seminário Estadual de Agroecologia. O evento foi promovido por várias entidades e contou com palestras, conferências, oficinas e outras atrações.

 

O objetivo do evento foi discutir produção orgânica, sustentabilidade, estimular o consumo de alimentos agroecológicos, promover troca de experiências, discutir temas de ordem estratégica para o desenvolvimento da humanidade e a preservação de toda forma de vida do ecossistema.

 

O Seminário foi aberto na manhã do dia 17 em um ato que contou com a presença de diversas lideranças, entre eles o Prefeito de Rio do Campo, Rodrigo Preis, Deputado Padre Pedro Baldissera, Bispo Dom Onécimo Alberton, além de representantes de entidades apoiadoras, sociedade civil e autoridades políticas.

 

Ainda na manhã de quinta-feira, o evento contou com a conferência de abertura que tratou da produção de arroz orgânico em grande escala, apresentando uma experiência do Rio Grande do Sul. O outro tema em pauta foi uma experiência sobre produção e comercialização de alimentos agroecológicos.

 

Os inscritos no Seminário tiveram direito a cinco refeições preparadas com matéria prima orgânica. Houve também uma opção de cardápio vegano. O evento ofereceu aos participantes uma caneca produzida com fibra de coco com o intuito de reduzir a produção de lixo do Seminário.

 

Durante a tarde do dia 17 ocorreram 20 oficinas temáticas em diversos pontos do município. Entre os temas de oficinas estiveram as plantas medicinais, meliponicultura, produção de leite em sistema agroecológico, homeopatia, entre outras.

 

No segundo dia de evento, as conferências discutiram gênero, juventude, soberania alimentar e agrotóxicos. Ao final do evento, foi elaborada uma carta manifesto.

 

Durante todo o Seminário houve feira de sementes e exposição de diversos produtos. Um dos que mais chamou atenção foi o macarrão feito com farinha de milho, que não contém glúten.

PUBLICIDADE