14/04/2019 10h30 - Atualizado em 12/04/2019 11h05

Réu de SC que quase matou vizinhos após reclamação por ouvir som alto é condenado a 18 anos

O adolescente foi pedir para que ele diminuísse o volume do som, que perturbava a vizinhança

PUBLICIDADE
TJ/SC

TJ/SC

PUBLICIDADE
Delta Ativa
O Tribunal do Júri da comarca de Joinville condenou um homem à pena de 18 anos de reclusão por dupla tentativa de homicídio contra uma mãe e seu filho de 17 anos. O júri ocorreu na última terça-feira (9/4) e foi presidido pelo juiz Gustavo Aracheski. O episódio aconteceu em maio de 2017, no bairro Vila Cubatão, naquela cidade. Após discussão com o jovem vizinho, o réu de 32 anos de idade pulou o muro e seguiu em direção à residência das vítimas. Nesse local, começou a desferir vários golpes de faca tanto no adolescente como em sua mãe, que tentava em vão defender seu filho do ataque.
 
 
A discussão ocorreu, segundo denúncia do Ministério Público, devido ao som alto que o réu escutava em sua residência. O adolescente foi pedir para que ele diminuísse o volume do som, que perturbava a vizinhança. Em depoimento no júri, o réu confessou que havia ingerido bebida alcoólica antes do confronto com os vizinhos. Após cometer o crime, o homem fugiu do local e as duas vítimas foram socorridas, logo em seguida, por vizinhos próximos da residência. O réu ficou foragido durante um ano, até ser preso em Itajaí. Na abordagem, a polícia militar verificou que havia um mandado de prisão aberto contra ele. Ele ficou 10 dias no Presídio de Itajaí até ser transferido para o Presídio Regional de Joinville (Autos n. 0010461-78.2017.8.24.0038).
PUBLICIDADE