15/11/2019 12h12

Primeira cirurgia estética é realizada em Taió

Dr. Murilo Dalponte iniciou a realização de procedimentos estéticos e reparadores na cidade

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

 

A cidade de Taió está oferecendo mais uma facilidade aos seus moradores e visitantes. Dr. Celomar Strelow, através do Edifício Frederico, anunciou que o município conta agora com a opção de cirurgias estéticas e reparadoras. Strelow, que completou 30 anos residindo em Taió em novembro, vem anunciando diversas novidades em seu centro de medicina, localizado no centro da cidade.

 

Quem atende às demandas de cirurgias estéticas e reparadoras é o Dr. Murilo Dalponte. Ele afirmou que se sente muito satisfeito em fazer parte da história médica do município, e relatou que foi um grande sucesso a primeira cirurgia estética feita no Hospital Dona Lisette de Taió. “Me surpreendi com a condição hospitalar em Taió. Tem uma ótima estrutura e grandes profissionais, como o anestesista, por exemplo. Gostei muito de atuar na cidade” disse Dalponte.

 

A primeira cirurgia em Taió foi de colocação de prótese de silicone. Porém, o Dr. Murilo, que conta com 11 anos de experiência neste ramo, ressalta que diversas outras cirurgias estão disponíveis: “A prótese de mama é a mais comum. Porém, como na região há muitos alemães com a pele clara, as cirurgias de reparação, como câncer de pele, também estão disponíveis para serem feitas no Hospital de Taió. Na questão estética, também fazemos cirurgias como lipoaspiração e blefaroplastia, que é a cirurgia plástica que melhora o aspecto das pálpebras superiores e inferiores, eliminando bolsas de gordura, rugas, flacidez e com isso rejuvenescendo a região em torno dos olhos. Além destes, outros diversos procedimentos estéticos e reparadores agora estão a disposição da comunidade de forma muito mais acessível” disse ele.

 

Dr. Murilo ainda afirmou que segue atendendo tanto no Hospital de Lages, quanto no seu consultório particular nessa mesma cidade. Porém, agora os pacientes do Alto Vale não precisam mais se deslocar até a região serrana do estado para esses procedimentos médicos. 

PUBLICIDADE