12/06/2019 08h44 - Atualizado em 12/06/2019 08h45

Ovinocultura é alternativa para diversificação de renda, em Rio do Campo

Essa cultura comporta uma maior quantidade de animais por hectare

PUBLICIDADE
Assessoria de Imprensa

Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Produtores interessados em ingressar na produção de ovinos se reuniram em Rio do Campo na semana passada. O encontro ocorreu na Câmara de Vereadores e contou com a presença do Presidente da Associação Catarinense de Criadores de Ovinos – ACCO, José Volni Costa. O evento foi uma parceria entre a Secretaria de Agricultura, Sindicato dos Trabalhadores na Agricultura Familiar de Rio do Campo e frigorífico Frimazo.

 

Segundo a Secretária de Agricultura, Marilu Moser, a ovinocultura surge para a agricultura como uma segunda fonte de renda. “Com facilidade em escoar a produção, o município tem uma agroindústria que abate uma quantia considerável de cordeiros”, comenta Marilu e reforça que que esse é um mercado em expansão e com grande demanda de consumo.

 

Aliar a ovinocultura com a agricultura familiar em Rio do Campo é uma das propostas do governo municipal. “Essa cultura comporta uma maior quantidade de animais por hectare e encaixa-se bem na realidade das propriedades familiares riocampenses”, afirma a Secretária.

 

Para apoiar a ovinocultura em Rio do Campo, a Secretaria de Agricultura pretende apoiar os agricultores interessados com cursos na área de manejo e boas práticas. “Queremos buscar raças que o mercado consumidor procura e alternativas de melhoramento de pastagem, bem como visitas técnicas buscando conhecer sistemas que já deram certo”, finaliza Marilu.

PUBLICIDADE