09/03/2019 11h11 - Atualizado em 09/03/2019 10h32

“Mulher decente não dá problema”, diz vereador de Nova Petrópolis

Cláudio Antônio Gottschalk disse que o problema são “as chinelonas”

PUBLICIDADE
Por: Correio do Povo

Por: Correio do Povo

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Em sessão plenária da Câmara de Vereadores de Nova Petrópolis na quinta-feira, o vereador Cláudio Antônio Gottschalk (PDT) classificou um projeto informativo contra a violência às mulheres como desnecessário. “Agora, uma mulher que se presta, uma mulher decente não dá tanto problema. Isso é uma coisa que vou te dizer, uma mulher que se presta eu acho que não dá tanto problema. O problema é (sic) as chinelonas”, afirmou.

 

“Olha aqui no município de Nova Petrópolis quantos problemas têm? Eu acho até que fica feio colocar faixa sobre telefone pra denunciar. Acho que é muito pouquinho, essas coisas aí”, acrescentou. A manifestação foi gravada ao vivo e está disponível no canal do YouTube da Câmara (assista ao vídeo abaixo). 

 

A proposta, da vereadora Kátia Zummach (PSDB), prevê que sejam colocados cartazes informativos do disque-denúncia 180 em locais públicos do município. Na sessão, o tema foi debatido pois a vereadora convidou autoridades policiais e da Saúde para obter dados sobre a violência doméstica na cidade. “Não concordo em nenhum momento que é isso. Muito grave esse tipo de questionamento. O que é uma mulher que presta? Se a mulher fala não e o homem continua insistindo, é assédio”, disse Kátia.

 

A vereadora informou que está analisando se vai ingressar com representação na Comissão de Ética da Casa contra Gottschalk. “A gente sabe que existem inúmeros casos de mulheres que têm medo de denunciar ou não sabem como fazer.”

 

O vereador foi procurado pela reportagem, mas não respondeu até a publicação desta matéria. Por meio da assessoria de imprensa da Câmara, a presidência classificou a manifestação como “desrespeitosa e infeliz”.

 

 
PUBLICIDADE