19/05/2019 17h37 - Atualizado em 17/05/2019 10h37

Menos de um 1 após morte de idosos, dois homens são condenados a 112 anos de prisão em SC

Houve perseguição policial e os criminosos acabaram por bater o carro em um poste

PUBLICIDADE
TJ/SC

TJ/SC

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Dois homens responsabilizados por um latrocínio que vitimou dois idosos em Nova Horizonte, no oeste do Estado, foram condenados em sessão do júri realizado nesta semana, na comarca de São Lourenço do Oeste, a penas que, somadas, alcançaram 112 anos de reclusão. O crime ocorreu na madrugada do dia 12 de junho de 2018 – o julgamento, portanto, ocorreu menos de um anos após os fatos.

 

Segundo a denúncia, os dois réus, mais um terceiro homem que segue foragido, acompanhados ainda por dois adolescentes, invadiram a casa das vítimas atraídos por um cofre que avistaram na sala de TV, ao espiarem o recinto pela janela da residência. A violência que resultou na morte dos moradores foi decorrência da negativa dos donos da casa em fornecer a senha do cofre. Eles foram mortos por asfixia. O bando fugiu com R$ 10 mil que retirou da carteira das vítimas e também o cofre, levados no veículo da própria família. Houve perseguição policial e os criminosos acabaram por bater o carro em um poste.

 

Os dois réus julgados nesta semana foram presos naquele momento, um dos envolvidos prossegue até hoje foragido e os dois adolescentes cumprem medida socioeducativa. As penas impostas aos dois homens foram de 63 anos e um mês de reclusão e 49 anos e quatro meses de reclusão, pelos crimes de latrocínio e corrupção de menores. Há possibilidade de recurso ao Tribunal de Justiça.

PUBLICIDADE