08/12/2019 17h40 - Atualizado em 05/12/2019 10h41

Júri da Comarca de Urubici condena homem a 16 anos por homicídio duplamente qualificado

Ele foi condenado por matar o cunhado em 2018

PUBLICIDADE
MP/SC

MP/SC

PUBLICIDADE
Delta Ativa

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) obteve, em Urubici, a condenação de Renato de Souza Flores a 16 anos de reclusão, em regime fechado pelo crime de homicídio duplamente qualificado. A condenação ocorreu em sessão do Tribunal do Júri da Comarca de Urubici.

 

A denúncia da Promotoria de Justiça relatou que a prática criminosa teve uma sequência de três fatos. No primeiro, o acusado praticou vias de fato contra a companheira. O casal começou a discutir e ele a teria empurrado num sofá, esganado e puxado os cabelos.

 

O segundo fato trata do homicídio contra o cunhado. Ao ouvir os gritos da irmã pedindo que o marido parasse, ele correu para tentar defendê-la das agressões e foi surpreendido com uma facada no peito.

 

Seu tio teve o mesmo intuito. Neste terceiro fato, o denunciado pegou outra faca com a intenção de matá-lo. A vítima se protegeu com uma cadeira e fugiu do local para socorrer o sobrinho. A Promotora de Justiça Ana Luisa de Miranda Bender Schlichting sustentou que o homem matou o cunhado com golpe de faca no coração, em dezembro de 2018.

 

O corpo de jurados considerou o réu culpado pelo homicídio qualificado pelo motivo torpe e surpresa e pela contravenção penal praticada contra a esposa.

PUBLICIDADE