08/04/2017 10h20 - Atualizado em 08/04/2017 09h22

Gasolina não sobe em abril, anuncia Petrobrás

O combustível sofreu queda de 2,2% em média no preço do litro

PUBLICIDADE
Engeplus

Engeplus

PUBLICIDADE
Delta Ativa

No anúncio do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) nesta sexta-feira, o IBGE confirmou que a gasolina foi o item que mais colaborou, em redução, com a manutenção do baixo índice de inflação. O combustível sofreu queda de 2,2% em média no preço do litro, colaborando com 0,8% negativo para a inflação que fechou março em 0,25% positivo, alcançando 4,57% nos últimos doze meses.

 

E a notícia é boa para clientes de postos. “Em abril, a Petrobrás não fará reajustes. Os preços serão mantidos, eles comunicaram isso em portaria distribuída”, confirma o revendedor Edilson Barp, liderança dos proprietários de postos em Criciúma.

 

O preço da gasolina, segundo Barp, tem oscilado entre R$ 3,29 e R$ 3,59 nos 61 postos que operam em Criciúma. “O preço normal, levando-se em conta os custos e a margem de lucro recomendada, seria de R$ 3,69. Muitos revendedores estão se arriscando baixando a margem de lucro de 16% para 9%, por isso barateiam os preços”, detalha.

 

Mais um posto na praça

A concorrência entre os postos, que já é acirrada na cidade, ganha mais um reforço em breve. Um novo posto está em construção na Avenida Universitária, na altura do bairro São Sebastião. “É um empresário de Araranguá que está chegando para investir naquela região, em um posto que não terá bandeira”, revela Barp.

 

Ações pela qualidade

A semana foi movimentada na área de revenda de combustíveis em Criciúma. Uma falsa denúncia de irregularidade em uma bomba, desmentida pelo Inmetro, motivou duas mobilizações a serem realizadas nos próximos dias para os consumidores da cidade. Uma será da Rede Ipiranga e outra dos postos de bandeira Shell, esta última no estabelecimento que foi alvo da informação errada que repercutiu nas redes sociais.

PUBLICIDADE