15/03/2019 15h10 - Atualizado em 15/03/2019 14h53

Bombeiros de Rio do Sul que atuaram em Brumadinho receberão homenagem

Solenidade acontecerá na segunda-feira, dia 18, 18h, no começo da sessão ordinária

PUBLICIDADE
Assessoria de Imprensa

Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Por meio do requerimento 2/2019, de autoria de Zeli da Silva e Sargento James, na próxima segunda-feira, dia 18 de março, às 18h, teremos sessão ordinária com momento solene. Na ocasião haverá homenagem ao 1º tenente Rubens Babel e ao cabo Giovane José Giacomini, da 3ª companhia do 5º batalhão de bombeiro militar de Rio do Sul, pelo trabalho de apoio à população de Brumadinho, decorrente da tragédia de deslizamento da barragem da mineradora Vale S.A.

 

Uma barragem pertencente à mineradora Vale rompeu-se no município de Brumadinho-MG no dia 25 de janeiro de 2019, desencadeando uma onda de lama que destruiu casas, vegetações e matou várias pessoas e animais. Já na segunda-feira seguinte, 28 de janeiro, a primeira de quatro equipes de bombeiros militares de Santa Catarina foi auxiliar na busca de corpos no local. Entre eles, 1º tenente Rubens Babel e ao cabo Giovane José Giacomini, da 3ª companhia do 5º batalhão de bombeiro militar de Rio do Sul. Ambos estiveram na terceira equipe, numa etapa que contou com cães e retroescavadeiras e que encontraram não apenas cadáveres inteiros como fragmentos de corpos, num esforço de reconhecimento das vítimas do desastre.

 

Os profissionais que serão homenageados foram a campo efetivamente, ou seja, trabalharam no meio da lama, com todos os riscos envolvidos. Eles precisavam ter cuidado especial para não afundar na lama, tomaram medicamentos para evitar contaminação e ainda havia o risco dos raios – como os dejetos industriais eram ricos em ferro, atraíam a eletricidade durante as chuvas constantes no final de cada tarde. O 1º tenente Rubens Babel ainda relatou que era “pesado quando se conversava com os moradores, com a comunidade”, pessoas que perderam família, casa, tudo. Aos riscos físicos se somava o esforço em manter a saúde mental no que o oficial elencou como o maior desastre que já vivenciou e trabalhou.

 

Os bombeiros de Santa Catarina foram de grande valia em Brumadinho, uma vez que nosso Estado tem forte preparo em desastres e em buscas usando cães treinados, e é referência no trabalho em áreas deslizáveis. Rubens e Giovane foram escolhidos, entre outros critérios, por serem capacitados em deslizamento e, no caso de Giovane, também na técnica de usar cães para rastrear corpos.

PUBLICIDADE