15/07/2019 11h22 - Atualizado em 15/07/2019 11h37

Alvo de investigações, Lorinho é afastado da Prefeitura de Ituporanga

Em rápida ação, o vice Gervásio Maciel assumiu o comando do executivo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

Na manhã dessa segunda-feira, uma operação do Gaeco em parceria com o Ministério Público afastou o prefeito Osni Francisco de Fragas, o Lorinho, do cargo de prefeito de Ituporanga. Além dele, Arnito Sardá, Secretário da Fazenda da cidade também foi afastado. Foi recomendado inclusive que eles não acessem a Prefeitura.

 

Em rápida ação, o vice Gervásio Maciel assumiu o comando do executivo em sessão realizada na Câmara de Vereadores no fim da manhã.

 

O afastamento por tempo indeterminado é resultado de investigação do GAECO por irregularidades na coleta de lixo na Capital da Cebola. Este fato inclusive motivou também a abertura de uma CPI feita pela Câmara de Vereadores. Mãe e filho que são os proprietários da empresa investigada tiveram a prisão preventiva decretada. 

 

Sobre a CPI

A CPI foi instaurada no dia 25 de fevereiro e foi aprovada por unanimidade, com o apoio dos 11 vereadores. A comissão investiga suposto desvio de dinheiro público na administração de Ituporanga, levando em conta divergências constadas entre a quantidade de lixo supostamente recolhida na cidade pela empresa Say Muller e a quantidade de material encaminhada ao destino final. A denúncia feita pelo vereador e ex-secretário de urbanismo Leandro May (PSDB), aponta que somente no mês de janeiro a diferença foi de 85 toneladas, o que em valores daria prejuízo aos cofres públicos de pelo menos R$ 30 mil. 

PUBLICIDADE