17/02/2017 13h47

Williams faz apresentação surpresa do FW40

Equipe se antecipa e é primeira equipe a mostrar carro da nova F1

PUBLICIDADE
Uol Grande Prêmio

Uol Grande Prêmio

PUBLICIDADE
Delta Ativa
Dentre as dez equipes da temporada 2017 do Mundial de F1, a Williams foi a única que não havia anunciado a data do lançamento do seu novo carro, o FW40. Tudo tinha razão de ser. Porque na manhã desta sexta-feira (17), meio que de surpresa, a escuderia de Grove foi a primeira do grid a mostrar as suas armas para a próxima temporada da F1, exibindo o seu novo carro, o primeiro de acordo com o novo regulamento técnico que deixará os carros bem mais agressivos e robustos. A apresentação oficial do FW40 está marcada para o próximo dia 25, dois dias antes do início dos testes de pré-temporada.
 
 
O carro tem o visual mais agressivo, mas mantém traços das versões anteriores (Foto: Williams)
 
 
O novo carro ainda traz consigo resquícios das últimas temporadas, como o bico dividido em formato de ‘língua’, e resgata peças de outros anos, como a ‘barbatana’ que cobre o motor, não horizontal acompanhando até a asa traseira, mas uma espécie de complemento linear do próprio desenho da carenagem.

Fica claro, contudo, as mudanças proporcionadas pelo novo regulamento técnico, como a asa traseira mais larga, bem como os pneus mais largos, fabricados para proporcionarem maior aderência, sobretudo nas curvas. A expectativa da Pirelli é que os tempos de volta sejam 5s mais rápidos em relação a 2015, por exemplo.

A Williams mostrou as primeiras imagens do FW40 nesta sexta-feira (Foto: Williams)
 
 
 

Em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO, Felipe Massa falou sobre as primeiras impressões sobre o novo carro após realizar testes no simulador da Williams em Grove e detalhou como vão ser as mudanças, inclusive no estilo de pilotagem. “Já testei o novo carro no simulador em Barcelona, é a pista em que a maioria das equipes faz os testes. O carro vai ser mais lento de reta por causa do arrasto, mas bem mais rápido nas curvas”, explicou. 

 
 

O site polonês ‘F1 Talks’ já colocou as imagens sobrepostas de comparação entre o FW38 e o novo FW40.

Pat Symonds, ex-diretor-técnico da Williams, recentemente deixou o seu cargo na escuderia britânica, mas acompanhou de perto o desenvolvimento do novo FW40. E garante que o novo carro será bem agradável de se ver. O engenheiro deixa claro que os horrendos bicos que marcaram o começo da década ficaram no passado. 
Comparativo entre o FW38 e o novo FW40 (Arte: F1 Talks)
 
 
 
“Acho que os carros parecem ótimos. Disse anteriormente que estava muito preocupado porque os carros pareciam muito retrôs, mas não são, não. Eles são bem bonitos”, disse Symonds em entrevista ao site norte-americano ‘Motorsport.com’. 
 
“Tal como acontece nesses casos, poderíamos ter arrumado algumas áreas e feito coisas melhores para evoluir a estética dos carros. Mas não é como as coisas horríveis que nós tivemos em 2012”, assegurou o britânico.
Felipe Massa e Lance Stroll vão formar a dupla de pilotos com maior diferença de idade da ‘Era Moderna’ da F1 (Foto: PA Images)
 
 
Contudo, Symonds tem dúvidas sobre a eficácia do regulamento técnico revisado quanto a um fator determinante para o espetáculo: as ultrapassagens. As manobras foram facilitadas nos últimos anos em razão da adoção do DRS (sistema de redução de arrasto, a asa móvel), mas o engenheiro acredita que a maior carga aerodinâmica dos novos carros pode dificultar a realização das ultrapassagens.
 
“O objetivo era fazê-los 5s mais rápidos. Não houve nenhuma conversa para fazer algo a respeito das ultrapassagens”, pontuou Symonds, sem deixar de cutucar o trabalho do Grupo de Estratégia da F1, formado pelas principais equipes do grid, além da FIA e da FOM, responsáveis por ajudar a formular as regras do esporte. “Espero que tenhamos uma estratégia na F1. Tivemos um Grupo Estratégico, mas não entenderam realmente o sentido da palavra. Espero que as coisas mudem e que saibamos onde vamos estar nos próximos anos”, finalizou.

Curiosamente, o primeiro piloto a se manifestar publicamente a respeito do lançamento da Williams não foi da equipe. Romain Grosjean, que vai fazer sua segunda temporada pela Haas, ficou encantado como vão vir os carros. “Parecem muito incríveis, não? Mal posso esperar para guiá-los”.

PUBLICIDADE