17/02/2017 12h30 - Atualizado em 17/02/2017 08h25

Valderrama é proibido de sair da Colômbia por não pagar pensão alimentícia

O jovem tentou seguir passos do pai no futebol, mas não teve sucesso

PUBLICIDADE
Uol

Uol

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Uma juíza da Colômbia proibiu o ex-jogador Carlos Valderrama de sair do país por não pagar a pensão alimentícia de seu filho Carlos Alberto Valderrama Ruge.

 

Emelina Ruge Tapia, mãe do jovem, declarou à imprensa local que abriu processo contra Valderrama porque desde junho de 2015 o ex-capitão da seleção colombiana não cumpre com os pagamentos.

 

Por conta da decisão da juíza de família da cidade de Santa Marta, Diana Fernández, uma notificação foi enviada às autoridades migratórias da Colômbia.

 

Segundo a imprensa local, William Rafael Granados, representante do jovem na ação, se reuniu com Valderrama e seus advogados para tentar chegar a um acordo, o que não foi possível.

 

O ex-jogador, por sua vez, pediu a revogação da medida, pois tem contratos de trabalho fora da Colômbia.

 

Carlos Alberto Valderrama Ruge nasceu em 1993 em Santa Marta, fruto de uma relação extraconjugal entre o jogador e Emelina. O jovem tentou seguir passos do pai no futebol, mas não teve sucesso.

PUBLICIDADE