08/10/2019 18h00 - Atualizado em 08/10/2019 10h30

Sexto time em finalizações, Vasco tenta melhorar pontaria diante do mais vazado do Brasileirão

Time tem melhorado rendimento no ataque, mas segue com dificuldades de fazer os gols

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delta Ativa

Mesmo com alguns resultados inesperados nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, é visível a evolução tática da equipe do Vasco. Se antes, por exemplo, sofria muito mais do que atacava, esse panorama mudou com a chegada de Luxemburgo. Para se ter uma ideia, hoje a equipe é a sexta que mais finaliza na competição, mas, por outro lado, vem pecando na pontaria.

 

Na derrota para o Santos por 1 a 0, no último sábado, em São Januário, o Vasco finalizou dez vezes, sendo que sete para fora. Sem contar com o pênalti perdido por Rossi ainda no primeiro tempo. Após o jogo, Vanderlei Luxemburgo disse acreditar que essa falta de pontaria é reflexo da pressão que os jogadores sentem desde o início do campeonato, quando o Vasco era tratado como candidato ao rebaixamento.

 

Segundo site FootStats, até agora no Brasileiro foram 303 finalizações com apenas 35.6% de acertos. É o 15° melhor ataque da competição, ganhando apenas de Botafogo, Cruzeiro, Chapecoense, CSA e Avaí.

 

Desde que Máxi López deixou o clube, o Vasco encontrou dificuldades para achar um atacante com as mesmas características. No elenco, Tiago Reis é o que tem maior potencial nas finalizações, mas não vem tendo oportunidades. Ribamar, acabou tomando sua frente e virou o homem de referência.

 

Para o jogo da próxima quinta-feira, na Ressacada, Vanderlei Luxemburgo não poderá contar com o suspenso Marrony. O trio de ataque deve ser formado por Talles Magno, Rossi e Ribamar. Além de Ribamar, o técnico tem opção de escalar Clayton, o próprio Tiago Reis ou começar com Felipe Ferreira, deslocando Talles para o centro. Vamos ver o que decidirá o professor.

PUBLICIDADE