19/06/2019 14h19

Rafinha entra em contato, é atendido por Trauco e jogará com a camisa 13 no Flamengo

Número virou uma marca na carreira do novo reforço rubro-negro

PUBLICIDADE
Globo Esporte

Globo Esporte

PUBLICIDADE
Delta Ativa

O lateral-direito Rafinha criou uma identificação forte com o número 13 durante sua passagem de oito anos pelo Bayern de Munique. Tanto é que ele o gravou em duas tatuagens nos braços, além de ter uma empresa chamada R13 Fussball. No Flamengo, no entanto, a camisa já tem dono: o lateral-esquerdo Miguel Trauco.

 

Mas isso não será empecilho. Rafinha entrou em contato com Trauco, pediu para assumir o número 13, caso o companheiro não visse problema, e foi atendido. O peruano, que está no Rubro-Negro desde 2017, levou na boa e deu o aval para o novo reforço continuar com sua preferência. O lateral-direito, por sinal, já colocou como foto de perfil no Instagram sua marca R13 e as cores vermelha e preta ao fundo.

 

Rafinha vestiu a camisa 13 nos seus oito anos de Bayern — Foto: REUTERS / Alkis KonstantinidisRafinha vestiu a camisa 13 nos seus oito anos de Bayern — Foto: REUTERS / Alkis Konstantinidis

Rafinha vestiu a camisa 13 nos seus oito anos de Bayern — Foto: REUTERS / Alkis Konstantinidis

 

Alguns números vagos no Flamengo são: 4, 15, 18, 19, 20, 23, 24 e 30. A camisa 12 desde 2007 é exclusiva da torcida, um ato simbólico promovido pelo clube – a exceção foi durante a passagem do goleiro Júlio César no início de 2018, quando ele usou esse número.

 

Rafinha acertou contrato de dois anos com o Flamengo, até o meio de 2021, e será apresentado oficialmente na próxima segunda-feira, dia 24 de junho.

 
 

Instagram de Rafinha com sua marca R13 e as cores do Flamengo — Foto: ReproduçãoInstagram de Rafinha com sua marca R13 e as cores do Flamengo — Foto: Reprodução

Instagram de Rafinha com sua marca R13 e as cores do Flamengo — Foto: Reprodução

PUBLICIDADE