02/01/2017 11h11 - Atualizado em 02/01/2017 08h33

Palmeiras gastou com reforços para 2017 mais do que rivais de SP e Rio juntos

Venezuelano Guerra custou, sozinho, quase R$ 10 milhões ao Palmeiras

PUBLICIDADE
Yahoo

Yahoo

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Atual campeão brasileiro, o Palmeiras é o único clube no país que menos economizou para os reforços de 2017. Dos cinco anunciados de forma oficial, somente Michel Bastos chegou de graça após rescindir com o São Paulo. Já Guerra, Hyoran, Raphael Veiga e Keno vão custar R$ 25,1 milhões, mais do que somados São Paulo, Santos, Corinthians, Flamengo, Fluminense, Botafogo e Vasco (veja a lista abaixo).

 

É bem verdade que os rivais não demonstram grande apetite. A exceção é o Santos, que investiu R$ 6,8 milhões para tirar o zagueiro Cleber do Hamburgo e outros R$ 3,2 milhões em Hernández, do Junior Barranquilla. Matheus Ribeiro e Leandro Donizete, em fim de contrato, chegam na faixa.

 

O Corinthians tem somente duas novidades confirmadas: os atacantes Luidy e . O primeiro vai custar R$ 1,2 milhão até maio – a compra foi parcelada em três vezes e resta a quitação apenas da última, de R$ 800 mil. O “desempregado” Jô não teve preço de aquisição, porque havia deixado o Al Shabab, mas a comissão a seu empresário será de R$ 1,7 milhão.

 

O São Paulo é um exemplo de que quantidade não é sinônimo de gasto. São quatro caras novas e um investimento de míseros R$ 250 mil, para antecipar o fim do contrato do goleiro Sidão com o Audax. Wellington Nem chega por empréstimo, Neilton foi trocado para 2017 por Hudson, enquanto Cícero foi liberado pelo Fluminense na faixa.

 

Os casos dos times no Rio de Janeiro só evidencia o poder financeiro alviverde. O Flamengo contratou apenas o lateral-esquerdo peruano Trauco, sem recorrer aos cofres. O mesmo valeu para Escudero, que rescindiu seu vínculo no Puebla, do México, para atuar pelo Vasco.

 

O Botafogo pegou Roger, Montillo e Gatito Fernandez em fim de contrato, mas teve de desembolsar R$ 3 milhões pelo meia João Paulo. Já os valores das contratações de Orejuela e Sornoza, únicos reforços confirmados pelo Fluminense para 2017, ainda não foram revelados.

 

QUANTO SEU TIME GASTOU PARA 2017:

PALMEIRAS: R$ 25,1 milhões
– Guerra (R$ 9,7 milhões)
– Hyoran (R$ 7,4 milhões)
– Raphael Veiga (R$ 5,3 milhões)
– Keno (R$ 2,7 milhões)
– Michel Bastos (de graça)

 

SANTOS: R$ 10 milhões
– Cleber (R$ 6,8 milhões)
– Hernández (R$ 3,2 milhões)
– Matheus Ribeiro (de graça)
– Leandro Donizete (de graça)

 

CORINTHIANS: R$ 1,2 milhão
– Luidy (R$ 1,2 milhão)
– Jô (de graça)

 

SÃO PAULO: R$ 250 mil
– Sidão (R$ 250 mil)
– Wellington Nem (de graça)
– Neilton (de graça)
– Cícero (de graça)

 

FLAMENGO: R$ 0
– Trauco (de graça)

 

VASCO: R$ 0
– Escudero (de graça)

 

BOTAFOGO: R$ 3 milhões
– João Paulo (R$ 3 milhões)
– Roger (de graça)
– Montillo (de graça)
– Gatito Fernandez (de graça)

 

FLUMINENSE:
– Sornoza (valor não revelado)
– Orejuela (valor não revelado)

PUBLICIDADE