11/08/2017 09h30 - Atualizado em 11/08/2017 09h01

Novo capítulo: Palmeiras vai tentar rescisão amigável com Felipe Melo

Clube busca acordo para liberar o volante

PUBLICIDADE
Globo Esporte

Globo Esporte

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Uma rescisão amigável. Assim o Palmeiras pretende decidir o futuro de Felipe Melo, afastado pela diretoria há pouco menos de duas semanas. O jogador vem treinando em horários alternativos na Academia de Futebol após problemas de relacionamento com o técnico Cuca.

 

O Verdão foi notificado extrajudicialmente na quinta-feira por advogados que representam o atleta. Eles alegam que o clube cometeu assédio moral (exposição a situações humilhantes e constrangedoras) e pedem a reintegração do jogador ao elenco.

 

A diretoria e o departamento jurídico do Palmeiras analisam maneiras para definir o futuro do jogador. Há a expectativa de que Felipe Melo se reúna com os dirigentes nos próximos dias para discutir a situação.

 

 
 

Felipe Melo em treino do Palmeiras (Foto: Estadão Conteúdo)Felipe Melo em treino do Palmeiras (Foto: Estadão Conteúdo)

Felipe Melo em treino do Palmeiras (Foto: Estadão Conteúdo)

 

Em caso de uma rescisão amigável do vínculo que se encerra em dezembro de 2019, o clube liberaria o volante para acertar com qualquer equipe e se livraria das obrigações contratuais. Ele fez apenas cinco jogos no Campeonato Brasileiro e pode defender outro time na Série A em 2017. A tendência, porém, é de que o atleta busque alternativas no futebol do Catar e da China.

 

Após 27 jogos e dois gols marcados, o clube já investiu no jogador R$ 4,39 milhões, de acordo com as cláusulas do contrato. O total do contrato dele é de aproximadamente R$ 8,4 milhões.

 

No início da temporada, Lucas Barrios viveu situação semelhante no Palmeiras. Pouco aproveitado no Verdão até com Eduardo Baptista, o atleta acertou sua rescisão e ficou livre para fechar com o Grêmio. Em 2015, ele havia sido contratado com um grande investimento em negociação que contou com a ajuda da patrocinadora do Verdão.

 

Felipe Melo vem treinando separadamente na Academia de Futebol desde o dia 2 de agosto. Após a eliminação na Copa do Brasil, o atleta entrou em atrito com o técnico Cuca nos vestiários do Mineirão, o que acabou motivando seu afastamento. Dias depois, um áudio vazado na internet mostra o meio-campista reclamando e ofendendo o técnico, agravando a crise. Nos últimos dias, ele tem exibido sua rotina de treinamentos nas redes sociais.

PUBLICIDADE