10/09/2019 08h42

Na bronca! Torcida dos Saints se veste de árbitro em protesto contra erro da última temporada

Em campo, equipe da Luisiana garante vitória emocionante no último segundo

PUBLICIDADE
Globo Esporte

Globo Esporte

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Uma nova temporada começou, mas os torcedores do New Orleans Saints ainda não viraram a página em relação à polêmica eliminação do time em janeiro desse ano. Na ocasião, um erro da arbitragem acabou com o sonho dos Saints de chegar ao SuperBowl 2018. Por isso, na primeira partida da equipe em casa na temporada 2019, a torcida vestiu o preto e branco da arbitragem como forma de protesto.

 

 

Embedded video

 
 
 

Confira algumas fotos:

 

Torcida dos Saints se veste de árbitro em protesto contra erro da última temporada — Foto: ReproduçãoTorcida dos Saints se veste de árbitro em protesto contra erro da última temporada — Foto: Reprodução

Torcida dos Saints se veste de árbitro em protesto contra erro da última temporada — Foto: Reprodução

 
 

Torcida dos Saints se veste de árbitro em protesto contra erro da última temporada — Foto: ReproduçãoTorcida dos Saints se veste de árbitro em protesto contra erro da última temporada — Foto: Reprodução

Torcida dos Saints se veste de árbitro em protesto contra erro da última temporada — Foto: Reprodução

 

Torcida dos Saints se veste de árbitro em protesto contra erro da última temporada — Foto: ReproduçãoTorcida dos Saints se veste de árbitro em protesto contra erro da última temporada — Foto: Reprodução

Torcida dos Saints se veste de árbitro em protesto contra erro da última temporada — Foto: Reprodução

 

Relembre o caso

polêmico erro aconteceu na final de Conferência Americana da NFL entre o LA Rams e os Saints, em janeiro. Na ocasião, o defensor do LA Rams fez uma falta clara (interferência no passe) no jogador dos Saints. A arbitragem não marcou e errou. Com 1:49 para o término do último quarto, o placar estava empatado e os Saints teriam a bola para a primeira descida automática ao ataque caso a falta de interferência fosse marcada pelo juiz. Os técnicos não puderam pedir o desafio. Nem mesmo os próprios árbitros tiveram o benefício da revisão.

 

Os Rams receberam a bola de volta e empataram, levando a partida para a prorrogação. Conseguiram uma improvável virada e conquistaram a vitória. Os jogadores fizeram duras críticas ao árbitro e a polêmica alimentou o debate sobre a necessidade ou não de revisão eletrônica.

 
 

Torcedora dos Saints com a frase "nós fomos roubados" na camiseta — Foto: Raphael AndrioloTorcedora dos Saints com a frase "nós fomos roubados" na camiseta — Foto: Raphael Andriolo

Torcedora dos Saints com a frase “nós fomos roubados” na camiseta — Foto: Raphael Andriolo

 

Polêmica resultou em mudança na regra

Após a confusão, em março a NFL mudou a regra, adotando a revisão de interferência para a temporada 2019. A decisão foi tomada pelos donos das franquias, que votaram a favor da introdução do replay instantâneo. Os técnicos podem desafiar essas decisões nos primeiros 28 minutos de cada tempo. Nos últimos dois minutos de cada tempo, as chamadas estarão sujeitas à cabine de revisão.

 

Além dessa, outras seis regras foram modificadas durante o encontro dos donos das 32 franquias com os representantes da NFL. Saints e Rams se reencontram na próxima semana, prato cheio para a torcida do New Orleans seguir com o protesto.

 

Vitória heroica no último segundo

Em campo, o New Orleans Saints não perdeu o foco po causa da polêmica e conseguiu uma vitória heroica. Tirou uma vantagem de 11 pontos construída pelo Houston Texans no intervalo da partida. No último segundo, Wil Lutz conseguiu um chute de 58 jardas, fazendo 30 a 28 e levando a torcida da casa à loucura. O chute heróico de Lutz foi depois de os Texans marcarem um touchdown a 37 segundos do fim, seguido de um punt que pôs o Houston na frente.

PUBLICIDADE