12/08/2017 11h25 - Atualizado em 12/08/2017 11h21

Mito ou verdade? Analisamos dez clichês sobre o líder Corinthians

Time retranqueiro, faltoso, com tabela favorável

PUBLICIDADE
Globo Esporte

Globo Esporte

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Enquanto o torcedor do Corinthians curte a trajetória da equipe no Campeonato Brasileiro, surgem aqui e ali frases que acabaram virando verdadeiros clichês de quem tenta questionar os feitos de Fábio Carille e seus comandados em 2017. “O Timão é retranqueiro”, “só sabe jogar em um esquema”, “é ajudado pela arbitragem”, a “tabela favoreceu”…

 

Mas, afinal de contas, o que é verdade? O que é mito? O GloboEsporte.com dissecou dez frases comuns ditas pelos rivais durante o primeiro turno do Brasileirão.

 

 

Com 47 pontos, o Corinthians, que só volta a jogar no dia 19, contra o Vitória, lidera o campeonato e está oito à frente do Grêmio, segundo colocado. É o melhor turno de um clube nos pontos corridos desde que o Brasileiro passou a ter 20 equipes, em 2006.

 

Corinthians aproveita o período sem jogos para treinar e aprimorar a parte física (Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)Corinthians aproveita o período sem jogos para treinar e aprimorar a parte física (Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Corinthians aproveita o período sem jogos para treinar e aprimorar a parte física (Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

 

Veja abaixo as frases mais comuns:

  • 1) O Corinthians só sabe jogar na retranca

É possível chamar o segundo melhor ataque do campeonato de retranqueiro? São 32 gols em 19 jogos – apenas o Grêmio, com 35, foi às redes mais vezes. A campanha tem goleada sobre o Vasco (5 a 2), três gols sobre São Paulo, Bahia, Sport… Portanto, é um MITO. E tem o Jô, artilheiro do Brasileirão com 11 gols.

 

Jô é o artilheiro do campeonato, com 11 gols (Foto: Marcos Ribolli)Jô é o artilheiro do campeonato, com 11 gols (Foto: Marcos Ribolli)

Jô é o artilheiro do campeonato, com 11 gols (Foto: Marcos Ribolli)

 

  • 2) O Corinthians foi ajudado pelos árbitros

Erros acontecem para todos os lados, mas, em jogos do Corinthians, os dois equívocos mais graves foram contra a equipe de Fábio Carille. O líder do Brasileirão poderia ter quatro pontos a mais na tabela se dois gols de Jô não tivessem sido mal anulados.

 

No empate sem gols com o Coritiba, ele estava atrás da linha da bola quando recebeu passe de Maycon, já nos acréscimos do segundo tempo. No 1 a 1 com o Flamengo, estava “só” três metros atrás da linha da bola e viu o auxiliar Pablo Almeida da Costa anular o lance. 

 
 
Gol anulado! Juiz levanta a bandeira e marca impedimento de Jô, aos 11' do 1º tempo

Gol anulado! Juiz levanta a bandeira e marca impedimento de Jô, aos 11′ do 1º tempo

 

O erro mais grave a favor do Corinthians foi um pênalti em Guilherme Arana contra o Botafogo – o lance foi fora da área. Jô errou a cobrança e não influenciou no resultado do jogo, vencido pelo Timão por 1 a 0. Neste Brasileirão, Corinthians ajudado pela arbitragem é um MITO.

 

  • 3) O Corinthians só joga no 4-1-4-1 e nunca abre mão disso

Mais um MITO. Primeiro: o Timão mudou sua maneira de jogar ainda no Campeonato Paulista. Saiu o 4-1-4-1, entrou o 4-2-3-1, com Rodriguinho jogando mais próximo de Jô no ataque, e Maycon fazendo papel importante no corredor entre as duas intermediárias. Além disso, eventualmente, Carille pode usar o 4-4-2, com Kazim e Jô juntos.

 
  • 4) Cássio faz poucas defesas e é mais protegido do que outros goleiros

De acordo com o scout do GloboEsporte.com, Cássio é apenas o 24º colocado em média de defesas difíceis por jogo: 1,05, ou 20 em 19 jogos. Ok, esta é uma VERDADE. O sistema defensivo montado por Carille ajuda muito. Mesmo assim, sempre que é acionado, o goleiro mostra segurança e deixa o Corinthians ainda mais tranquilo. Vale lembrar que ele defendeu pênaltis de Luan, do Grêmio e Lucca, da Ponte Preta. Não à toa, foi convocado para a Seleção Brasileira na última quinta-feira.

 

Cássio tem mostrado segurança: com isso, chegou à Seleção (Foto: Daniel Agusto Jr/Ag. Corinthians)Cássio tem mostrado segurança: com isso, chegou à Seleção (Foto: Daniel Agusto Jr/Ag. Corinthians)

Cássio tem mostrado segurança: com isso, chegou à Seleção (Foto: Daniel Agusto Jr/Ag. Corinthians)

 

  • 5) O Corinthians só sabe marcar na base das faltas

É sério? Na última rodada, contra o Sport, o Timão fez mais gols (3) do que faltas (2). A média de faltas cometidas é a menor entre os 20 clubes do Brasileiro: 11,1. O Cruzeiro, segundo menos faltoso, comete 14 por partida. O Corinthians também é o que menos leva cartões amarelos. São apenas 33, além de uma expulsão. Difícil achar um MITO maior do que esse.

 

  • 6) O Corinthians não sabe propor o jogo e só vive de contra-ataques

O Corinthians teve maior posse de bola do que o adversário em seis dos 19 jogos do primeiro turno. São quatro empates e duas vitórias. O Corinthians finalizou mais do que o adversário em cinco dos 19 jogosdo primeiro turno: três vitórias e dois empates. O estilo de jogo do Timão não é de propor. Mas, quando há necessidade, isso acontece.

 
 

Corinthians finalizou 19 vezes contra o Botafogo: não sabe propor? (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)Corinthians finalizou 19 vezes contra o Botafogo: não sabe propor? (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)

Corinthians finalizou 19 vezes contra o Botafogo: não sabe propor? (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)

 

Dois exemplos: contra o Santos, apesar de uma posse de bola menor, o Corinthians finalizou 18 vezes, fez dois gols e tomou conta do jogo. Diante do Botafogo, o Timão teve 65% de posse, finalizou 19 vezes, amassou o adversário e venceu por 1 a 0. Ou seja, essa história de que o Timão só vive de contra-ataques é um MITO.

 

  • 7) O Corinthians precisa de poucas chances para fazer um gol

Sim, é VERDADE. Contra o Palmeiras, por exemplo, o Corinthians só precisou de três chutes a gol para vencer o jogo por 2 a 0. No geral, o Timão faz um gol a cada 6,7 finalizações. Apenas o Grêmio, com um gol a cada 6,6 finalizações, tem maior eficiência. Mas, dá para chamar de empate técnico… 

 
Os gols de Palmeiras 0 x 2 Corinthians pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro

Os gols de Palmeiras 0 x 2 Corinthians pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro

 
  • 8) A tabela do Corinthians foi mais fácil que a dos rivais

Grêmio, Palmeiras e Atlético-MG fora de casa. Tabela fácil? Difícil tentar tirar o mérito de quem conquistou nove pontos longe de Itaquera contra três dos times mais badalados do campeonato. Foram dez jogos diante do torcedor e nove fora, ok. Mas nenhum dos 19 adversários conseguiu bater o Corinthians. A culpa não é da tabela. MITO.

 

  • 9) O Corinthians deu sorte e não teve desfalques no Brasileirão

Atualmente, o Timão não tem Pablo e Jadson, machucados, nem Marquinhos Gabriel, reserva imediato no meio-campo. Durante o Brasileirão, também perdeu Balbuena por lesão, além de Fagner, Rodriguinho e Romero por convocações das seleções nacionais. O time considerado ideal por Fábio Carille só entrou em campo em quatro dos 19 jogos. Ou seja: mais um MITO sendo desmascarado.

 

  • 10) O Corinthians joga feio

Não vamos nem discutir esse MITO. A jogada abaixo, do gol de Rodriguinho contra o Atlético-MG, é um exemplo desse futebol “feio” da equipe de Fábio Carille.

PUBLICIDADE