10/01/2017 11h11 - Atualizado em 10/01/2017 08h31

Matheus Sales preferiu Bahia ao Fluminense pelo lado financeiro

Volante embarca na quinta-feira para Salvador, onde será apresentado como reforço baiano

PUBLICIDADE
Yahoo

Yahoo

PUBLICIDADE
Delta Ativa

A condição financeira foi determinante para que o palmeirense Matheus Sales escolhesse ser emprestado ao Bahia e não ao Fluminense. O Verdão até preferia mandar o volante para as Laranjeiras, de olho na possibilidade de contar com Gustavo Scarpa, mas coube a Matheus Sales dar a palavra final pelo Tricolor baiano.

 

Além de ganhar um prêmio em dinheiro pelo contrato até dezembro, o garoto de 21 anos ainda terá auxílio-moradia e um bônus por produtividade em Salvador. Se disputar mais do que cinco partidas por mês, Matheus Sales verá seu salário saltar de R$ 80 mil mensais para pouco mais de R$ 100 mil. No Verdão, ele ganhava menos do que R$ 80 mil.

 

O Fluminense só estava disposto a aumentar um pouco o salário do volante, que ficaria na casa dos R$ 80 mil. Não haveria auxílio-moradia, tampouco bônus por produtividade.

 

Também pesou a favor da escolha pelo Bahia o interesse do técnico Guto Ferreira. Desde o ano passado, o comandante baiano tenta contratá-lo. Desta maneira, Matheus Sales tem a expectativa de ser bastante utilizado. A meta é disputar pelo menos 40 partidas na temporada, a fim de ganhar mais experiência.

 

Matheus Sales surgiu para o futebol nacional na final da Copa do Brasil de 2015, quando anulou o santista Lucas Lima. Na temporada passada, porém, ele não teve a quantidade de oportunidades que imaginava e terminou 2016 com 21 jogos.

PUBLICIDADE