02/01/2017 08h27

Jon Jones aconselha Ronda e pede que ela lute de novo no UFC

"Muitos traseiros ainda podem ser chutados e muito dinheiro pode ser feito"

PUBLICIDADE
Yahoo

Yahoo

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Jon Jones foi flagrado em um exame antidoping em julho e agora cumpre gancho de um ano afastado das competições. Mas isso não o impede de opinar sobre os mais variados temas que envolvem o MMA e, claro, a derrota de Ronda Rousey para Amanda Nunes não passou em branco.

 

Através de suas contas em redes sociais, o ex-campeão meio-pesado (93 kg) fez questão de manifestar apoio à atleta e afirmar que, em sua visão, ela tem totais condições de voltar a competir. Além disso, ele garantiu que apesar de duas derrotas seguidas, os fãs adorariam vê-la em ação de novo no octógono.

 

“Meu conselho para Ronda seria para ela se reerguer e tentar de novo. Acredito que Rousey será a campeã pelo resto de sua vida, mesmo que ela não vença nenhuma outra luta. Acho que é importante para ela mostrar aos seus fãs o quão incrível ela é mostrando coragem e tentando mais uma vez”, narrou.

 

Depois de ser nocauteada por Holly Holm em novembro do ano passado, a americana ficou um ano sem competir, fugiu da mídia e evitou coletivas de imprensa. A tática não deu certo e ela acabou superada por Amanda Nunes em meros 48 segundos na última sexta-feira (30), o que, ao menos para Jon Jones, não significa que ela não tem condições de competir em alto.

 

“O que ela fizer a seguir vai realmente definir o legado dela. Espero que ela escolha ser inquebrável. A história dela não precisa acabar aqui. Eu também acredito que ela possa bater 90% da divisão. Muitos traseiros ainda podem ser chutados e muito dinheiro pode ser feito”, finalizou.

PUBLICIDADE