15/05/2019 14h37

Diretor do Milan veta contratação de Everton, do Grêmio, diz site italiano

Clube italiano considera os custos da operação muito altos

PUBLICIDADE
Globo Esporte

Globo Esporte

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Milan desistiu de Everton, do Grêmio. É o que noticia a imprensa italiana nesta quarta-feira. Segundo o site da TV Sport Mediaset, o diretor-executivo do clube rossonero, Ivan Gazidis, vetou a contratação do camisa 11 gremista. A publicação diz que os motivos são os custos da operação e possíveis comissões e destaca que “negócios com clubes brasileiros são sempre complicados”.

 

Everton era apontado como o “ficha um” no mercado brasileiro na lista de reforços de Leonardo, diretor técnico do Milan. O interesse, no entanto, não vai resultar em uma negociação concreta com o Grêmio. Esse seria o terceiro “não” do homem forte do Milan ao ex-lateral, que também tentou as contratações de Ibrahimovic e Fabregas na janela de inverno europeia, destaca o site. O próximo alvo dos italianos é o francês Allan Saint-Maximin, do Nice.

 

 

Everton tem multa rescisória de 80 milhões de euros — Foto: Lucas Uebel/Divulgação GrêmioEverton tem multa rescisória de 80 milhões de euros — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Everton tem multa rescisória de 80 milhões de euros — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Desde dezembro passado, o Milan mantinha contato com o estafe do Everton, conforme apurou o GloboEsporte.com. O atacante é agenciado pelo empresário Gilmar Veloz, que tem boa relação com o Milan. O empresário, inclusive, era quem cuidava da carreira de Alexandre Pato quando o atacante foi do Inter para o clube italiano em 2007.

 

No ano passado, Everton renovou contrato com o Grêmio até 2022 e sua multa rescisória beira os 80 milhões de euros (R$ 356,6 milhões, na cotação atual). O clube gaúcho, porém, já informou que está disposto a abrir negociação por metade desse valor. O Manchester City é outro clube de olho no jogador de 23 anos, mas até o momento não sinalizou com nenhuma oferta.

PUBLICIDADE