06/12/2017 11h11 - Atualizado em 06/12/2017 08h15

Artilheiro e garçom: Fred termina ano como artilheiro e 2º melhor assistente

Atacante do Galo participa de 40 gols do time no ano e agora pensa apenas no descanso

PUBLICIDADE
Globo Esporte

Globo Esporte

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Uma cena bastante comum no 2017 do Atlético-MG foi Fred comemorando seus gols “engraxando” a chuteira dos companheiros. No total, o camisa 9 do Atlético-MG balançou as redes 30 vezes, sendo 10 no Campeonato Mineiro, seis na Libertadores, um na Primeira Liga, um na Copa do Brasil e 12 no Campeonato Brasileiro. Números expressivos, mesmo tendo acumulado um jejum de 12 jogos sem marcar. No entanto, na reta final da temporada, emplacou sete gols em dez partidas.

 

Fred termina 2017 como artilheiro e segundo melhor assistente do Galo (Foto: Bruno Cantini/ Atlético-MG)Fred termina 2017 como artilheiro e segundo melhor assistente do Galo (Foto: Bruno Cantini/ Atlético-MG)

Fred termina 2017 como artilheiro e segundo melhor assistente do Galo (Foto: Bruno Cantini/ Atlético-MG)

 

E não foi só de gols que viveu Fred. Responsável por balançar as redes dos adversários, ele também foi garçom em 2017, totalizando 10 assistências na temporada. Com participação direta em 40 gols do Galo neste ano, o camisa 9 marcou presença em 35% dos gols alvinegros.

 

No futebol brasileiro, ninguém participou mais de gols do que o centroavante. Thiago Neves, meia do Cruzeiro, por exemplo, totalizou 31 gols e assistências somadas. Bruno Henrique, do Santos, um dos principais assistentes do Campeonato Brasileiro, terminou o ano com 29.

 

 

Já pensando no descanso do final de ano, após uma temporada de muitos gols, Fred agradece os companheiros pelas assistências e garante querer apenas ajudar o Atlético-MG.

 

– É o meu trabalho! Amo o que faço e tento ser melhor sempre. Não foi um ano fácil para nós, mas com muita superação fechamos a temporada com uma chance considerável de irmos para a Libertadores 2018. Fico feliz demais por ter a oportunidade de conquistar esses números expressivos com a camisa do Galo e, assim, ajudar minha equipe. Isso é o mais importante no fim das contas. E tenho que agradecer aos caras também, meus companheiros que buscam me deixar em uma condição boa ali na frente, isso é fundamental para mim e eles me ajudaram muito esse ano. Agora, vamos descansar um pouco dessa loucura que é o futebol, relaxar, curtir a família, para voltar com toda energia em 2018.

 

Com 30 gols, Fred teve a terceira melhor temporada de sua carreira, ficando atrás dos anos de 2005 (40 gols), quando defendia o Cruzeiro, e 2011 (34 gols), quando atuava no Fluminense, clube que defendeu até se trasferir para o Galo. Com contrato até o fim de 2018, o camisa 9 é um dos pilares da construção do elenco do Atlético-MG para o próximo ano.

PUBLICIDADE