10/09/2019 11h12 - Atualizado em 10/09/2019 08h31

Jovem raspa cabeça e doa 80 cm de cabelo para grupo de apoio à pessoa com câncer

A catarinense Maiara Gomes, de 24 anos, passou um ano cuidando dos fios

PUBLICIDADE
Portal Sempre Família

Portal Sempre Família

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Há um ano a catarinense Maiara Gomes, de 24 anos, tomou a importante decisão de doar o seu cabelo para uma instituição de apoio a pessoas com câncer. A atitude em si não é incomum, mas, sim, a maneira como ela propôs a doação: raspar a cabeça, entregando todos os fios que seriam cortados desde a raiz.

 

A ideia de raspar a cabeça surgiu enquanto ela estava no cabeleireiro e percebeu a quantidade de cabelo que ficava pelo chão, em pequenas mechas. “Cada vez que eu ia cortar, ficavam pedacinhos pelo chão”, contou ela ao Sempre Família. “Fiquei pensando então, que o que ia fora nas quatro vezes ao ano que eu cortava, davam muito bem para uma peruca”.

 

Arquivo pessoal
Arquivo pessoal

Maiara então começou um processo de cuidado intensivo para que o cabelo a ser entregue fosse o melhor possível, e uma série de tratamentos foram feitos ao longo do ano. Inicialmente a entrega seria feita em dezembro deste ano, porque em Itaiópolis (cidade no Planalto Norte de Santa Catarina), onde a assistente de manutenção mora, faz muito frio. Mas a ansiedade foi mais forte e ela doou os cabelos no início de agosto.

 

Quem ajudou Maiara a fazer o corte foi o namorado dela. “Eu queria fazer isso na época que é mais quente, mas eu sou muito ansiosa. Então encontrei uma nova data, que seria ao fim de um curso que eu estava fazendo”, explica ela. O curso acabou em 30 de julho e no dia 31 a jovem estava junto ao namorado separando mechas para o corte. “De início meu namorado achou estranha a decisão, mas na hora ele estava lá me ajudando”, lembra.

 

E o cuidado especial de Maiara funcionou. Após raspar a cabeça ela mediu o comprimento das mechas e viu que tinha conseguido 80 cm.  O cabelo foi levado até a Rede Feminina de Combate ao Câncer de Rio Negro e Mafra, no dia 1º de agosto e agora a jovem se prepara para repetir a dose. “Já estou com 1 cm de cabelo e vou fazer tudo de novo para ajudar a quem precisa”, completou.

 

Repercussão

Maiara conta que ficou um pouco assustada ao ver sua foto careca sendo compartilhada em vários perfis nas redes sociais. “Teve quem me apoiasse e quem me criticasse, claro. Ouvi que eu estava fazendo isso só para ficar famosa na internet, mas ao mesmo tempo fui elogiada pela atitude”, comenta.

 

Mas apesar dos comentários negativos, a catarinense diz estar focada naqueles que realmente importam, que são os das famílias de mulheres que passaram pelo tratamento de câncer e que viram beleza no gesto dela. “Um rapaz me contou que a irmã dele quando ganhou uma peruca mudou até a maneira de olhar a vida. Se sentiu mais bonita”, diz. “E recebi comentários de gente que decidiu doar porque viu o que fiz e achou interessante. Isso me motiva”, finaliza.

PUBLICIDADE