19/11/2019 09h51

Gloria Maria diz que tumor no cérebro iria ‘matá-la a qualquer momento’ e cita ‘milagre’

A ideia é que volte em até três semanas para o comando do Globo Repórter

PUBLICIDADE
Yahoo!

Yahoo!

PUBLICIDADE
Delta Ativa

A jornalista Gloria Maria, 70, abriu o jogo e falou pela primeira vez sobre o tumor no cérebro que ela retirou na segunda (11) por meio de uma delicada cirurgia. Segundo ela, havia uma “bomba-relógio” em sua cabeça que poderia “matá-la a qualquer momento”.

 

“Dividindo com vocês o que realmente aconteceu! Desmaiei na minha casa, do nada, na madrugada de sábado (3). Bati com a cabeça na quina da mesa de vidro e machuquei. Fui no hospital costurar e os exames para saber a causa do desmaio mostraram um tumor no meu cérebro que iria me matar silenciosamente a qualquer momento”, começou Gloria, em texto publicado por ela mesma no Instagram.

 

“Estava com uma bomba-relógio já acionada no meu cérebro. Mas Deus, tenho certeza agora, gosta de mim. Operação de guerra. Corrida contra o tempo. Seis horas de cirurgia. CTI. Sobrevivi. Hoje acredito em milagre!”, completou a jornalista, ao citar todo o esforço de um médico e sua equipe para o procedimento.

 

Em seguida, Gloria Maria agradeceu às preces, orações e mensagens positivas que recebeu dos fãs nos momentos em que passou apuros. “Obrigada a vocês. Fui salva também pela energia pura e verdadeira que vocês me enviaram. Estou forte, tranquila e feliz. Inúmeras descobertas”, afirmou.

 

Segundo ela, a ideia é que volte em até três semanas para o comando do Globo Repórter (Globo) ao lado de Sandra Annenberg.

PUBLICIDADE