17/07/2019 09h50

Garoto se afoga, sobrevive e surpreende paramédicos: “Foi um milagre, sem dúvida”

O coração do adolescente havia parado

PUBLICIDADE
Gospel Mais

Gospel Mais

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Poderia ser um dia tranquilo de alegria e um momento de diversão em família na praia de Holden Beach, na Carolina do Norte, Estados Unidos, se a morte não tivesse assombrado um adolescente de 12 anos que nadava no mar, sem que ele pudesse saber que estava prestes a viver um milagre.

 

No dia 6 de julho o jovem Levi estava com a sua família, quando resolveu mergulhar no mar de Holden Beach. Uma onda forte, no entanto, fez com que o garoto não conseguisse subir à superfície. Ele entrou em pânico e rapidamente engoliu água, dando início ao terrível processo de afogamento.

 

O pai de Levi estava na água no momento do afogamento e percebeu que seu filho não havia retornado à superfície por pelo menos um minuto. Ele conseguiu puxar o corpo do filho, arrastando-o para a areia, já de cor azul e sem pulso. O coração do adolescente havia parado.

 

A prima de Lyndsey Floyd, mãe de Levi, também estava no local e iniciou os procedimentos de ressuscitação, com massagem cardíaca, mas sem sucesso. Um ex-enfermeiro chamado Dereck que estava na praia correu para ajudar. Ele pegou um kit de oxigênio em seu carro e colocou em Levi.

 

O poder da oração

Enquanto a prima da família e o enfermeiro Dereck tentavam reanimar Levi, os demais parentes se reuniram próximo ao local e começaram a fazer uma oração em voz alta, além de cantar louvores.

 

“Eu só lembro de correr até eles e pedir: ‘Cantem mais alto, apenas O adorem mais alto. Cantem mais alto’. E quanto mais alto eles cantavam, quando eu corri de volta até Levi, eu ouvi Derek gritar: ‘Tem um pulso’”, lembra a mãe.

 

A equipe de resgate chegou ao local e levou Levi para o hospital, onde ele precisou ficar por mais dois dias, até se recuperar completamente. No dia 1 de julho, Levi conversou com Dareck por videochamada.

 

“Você parece muito melhor do que o garotinho azul que eu vi na praia”, disse  o ex-enfermeiro. “Muito obrigado”, exclamou Levi. Para o ex-enfermeiro, não resta dúvida de que Deus interviu para salvar a vida do adolescente.

 

“Hoje, conversando com aquele garotinho e sabendo que ele vai ficar bem… Isso vai ficar comigo para sempre. [Saber] que Levi está tendo uma recuperação completa, é nada menos que um milagre que deixarei no meu livro”, disse Dareck.

 

“Foi um milagre, sem dúvida”, disse a mãe de Levi, segundo informações do canal Fox 8.

PUBLICIDADE