14/01/2020 13h47

Damares Alves pede respeito ao filho de Thammy e volta a falar de “azul e rosa”

De acordo com a fé de Damares, as palavras têm poder sobre a vida das pessoas

PUBLICIDADE
Por: Barbara Saryne - Yahoo!

Por: Barbara Saryne - Yahoo!

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Damares Alves usou suas redes sociais para defender o filho de Thammy Miranda e Andressa Ferreira de ataques. A Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos do governo Jair Bolsonaro pediu para seus seguidores respeitarem Bento e proferirem apenas palavras positivas sobre ele.

 

A publicação aconteceu na manhã desta terça-feira (14), logo após Carlos Bolsonaro ser ameaçado de processo por Gretchen. Os internautas se surpreenderam com as palavras da pastora evangélica. “Que este menino lindo seja feliz, amado por todos e que cresça com alegria e muita saúde. Por favor, vamos respeitar o bebê. Peço aos meus seguidores e amigos que não cometam o erro de compartilharem palavras negativas contra o bebê tão somente por pensarem diferente de Thammy”, iniciou ela.

 

De acordo com a fé de Damares, as palavras têm poder sobre a vida das pessoas e todos os pais deveriam tomar cuidado com o que dizem para seus filhos. “Cuidado com suas palavras, elas podem decretar sentenças. Por exemplo, se você todo dia chama seu filho de vagabundo, você pode estar amaldiçoando ele a ser um vagabundo. Em nossas palavras temos o poder de determinar benção ou maldição. Lembrem- se sempre disto”, prosseguiu a ministra.

 

Em seu desabafo, Damares ainda revelou que não gostou de ler comentários ofensivos sobre a criança na internet e lembrou que um bebê precisa ser amado, respeitado e protegido. “Apesar de nossas divergências ideológicas, quero que Thammy e Andressa saibam que estamos trabalhando muito para que Bento tenha um país melhor, mais seguro e onde as pessoas sejam respeitadas”, declarou.

 

No fim da publicação, Damares aproveitou para retomar a polêmica sobre o “azul e rosa”. “Chamo atenção que na foto Thammy está de azul, Andressa de rosa e Bento de azul. Amei! É isto que sempre digo: as crianças vestem a roupa que a família desejar sem nenhum patrulhamento, como já estava começando a acontecer no passado recente. Deus te abençoe lindo menino! E que Deus abençoe todas as crianças de meu país”, concluiu.

 

Em janeiro de 2019, a Ministra foi muito criticada ao aparecer em um vídeo comemorando o início de uma “nova era no Brasil”, na qual “menino veste azul e menina veste rosa”. “Atenção, atenção! É uma nova era no Brasil: menino veste azul e menina veste rosa”, disse ela, sorridente, antes de dar pulos rodeada de seguidores.

PUBLICIDADE